O lado obscuro de Machado de Assis

O escritor Machado de Assis, personalidade de grande importância para a literatura brasileira, produziu ao longo de sua vida diversas obras que transformaram gerações de leitores. Até os dias de hoje, nas escolas, concursos, ou no meio literário, nos deparamos com diversos contos, poemas e romances desse autor. Mas, não só de triângulos amorosos se fez Machado de Assis. O escritor, admirador de autores como Edgar Allan Poe, soube explorar certos temas para suas obras, os quais podem te causar calafrios. E, para você conhecer um pouco mais sobre essas superproduções, separamos algumas delas especialmente para você conferir a seguir.

O contos e seus horrores

Assis traz para o conto A Causa Secreta uma sensação sádica e emocionalmente incômoda. Os três personagens principais, Maria Luísa, Fortunato e Garcia, vivem uma história de segredos e acontecimentos que demonstram como a sociedade pode, às vezes, enxergar atitudes doentias como algo aceitável. As cenas de tortura em animais e o ar sombrio tornam a leitura obrigatória para os amantes de terror psicológico.

Já em Um Esqueleto a narrativa é feita a partir de um jovem que conta a história de Dr. Belém, um médico que supostamente havia assassinado sua primeira esposa e convivia com o esqueleto da moça para mostrar como a nova companheira deveria cuidar de seu casamento. As situações na história são mais macabras a cada novo trecho, mas é no final que um curioso misto de horror e humor se misturam.

Por fim, no conto Sem Olhos entramos em contato com diversas atrocidades cometidas por um marido ciumento. Lucinda, personagem principal, além de ser cruelmente mutilada, passa por situações angustiantes que, por algumas vezes, são até mesmo difíceis de absorver e tentar imaginar durante a leitura, o que não deixa de valer a pena.

E aí, será que você já conhecia esse outro lado do autor?